Postado por: Raquel Borsari em 07/dez/2018 |

Em nota, São Thiago Negócios Imobiliários afirma não ser verídica a denúncia de que empresa estaria realizando “obras” no Cine Brasil

"Verificaram-se no local que foram realizados somente serviços de limpeza, retirada de entulhos, peças soltas e escombros e melhorias no tapume. Serviços de demolição não foram constatados até a presente data", diz laudo de vistoria da prefeitura

Conforme o Super Canal mostrou na quinta-feira (06/12), após tomar conhecimento de que a Distribuidora de Tecidos São Thiago Ltda teria supostamente iniciado obras no Cine Brasil, sem a aprovação de um projeto de preservação pelo Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (Compac), o órgão do município acionou o Ministério Público e o imóvel foi embargado.
 
A informação foi repassada na quinta, numa entrevista coletiva, pelo arquiteto e presidente do Compac, Rogério Werly Costa. “No entanto, antes que eles recebessem o deferimento ou indeferimento do projeto, eles já estavam trabalhando na obra. Eu não posso dizer que eles estavam construindo ou destruindo. O que eu posso dizer junto com o Compac é que havia um barulho de obra na cidade. Então, como tem tapumes na obra, o que dificulta a gente saber exatamente o que é, pedimos o auxílio do Ministério Público. No meu entendimento, já que a gente está num processo que envolve a sociedade, o Ministério Público, o município e a Distribuidora São Thiago, o que seria melhor é a distribuidora sempre avisar, quando tiver algum procedimento que sugira ser fora do padrão. A diretora percebeu o movimento onde tem o imóvel e acionou o Ministério Público, que pediu para embargar”, disse Rogério.
 
Em nota enviada à imprensa na sexta (07), a São Thiago Negócios Imobiliários Ltda, atual denominação da Distribuidora de Tecidos São Thiago, esclareceu, após as notícias veiculadas, não ser verídica a denúncia de que a empresa estaria realizando “obras” e promovendo a “demolição” das ruínas do prédio do Cine Brasil, situado na Praça Getúlio Vargas, no Centro.
NOTA CINE BRASILlaudo prefeitura cine brasillaudo prefeitura cine brasil 2
 
Segundo a distribuidora, na quinta, a Prefeitura de Caratinga, por meio da Procuradoria-Geral, entrou em contato com a empresa informando sobre a necessidade de se realizar uma vistoria no prédio do antigo “Cine Brasil”, pois, conforme salientado em ofício subscrito pela ilustre Diretora do Departamento de Patrimônio Cultural, Lourdes A. Rodrigues, pedreiros estariam a “demolir” as ruínas do Cine Brasil.
 
Diante disso, os servidores públicos do Departamento de Engenharia estiveram no local e conforme consta do “Laudo de Vistoria”, eles constataram não ser verídica a denúncia realizada. O Departamento de Engenharia conclui que: “Verificaram-se no local que foram realizados somente serviços de limpeza, retirada de entulhos, peças soltas e escombros e melhorias no tapume. Serviços de demolição não foram constatados até a presente data”.
 
A empresa esclareceu ainda que, todas as atividades desenvolvidas no local foram previamente comunicadas às autoridades públicas competentes, há mais de dois meses, bem assim que, por primar pela legalidade, entende desnecessária a criação de alardes desta natureza.
Se o Compac ou qualquer outro órgão público entender pertinente visitar, vistoriar e inspecionar o local, basta que ali compareçam, nunca tendo havido, de parte da empresa, qualquer objeção.
 
Por fim, a empresa disse que continua a aguardar pela resposta do Compac quanto à avaliação do projeto arquitetônico relativo ao volume dos fundos do imóvel do Cine Brasil, na esperança e na expectativa de que ele seja aprovado para que, finalmente, se possa dar continuidade ao que fora ajustado, acordado e sentenciado pela decisão já transitada em julgado.




Loading Facebook Comments ...

insta media tv supercanal