Postado por: Raquel Borsari em 29/nov/2018 |

Prefeitura assina contrato com Caixa Econômica Federal para construção de 400 casas populares em Caratinga

Investimento de R$ 30 milhões busca assegurar moradias e diminuir déficit habitacional de cerca de duas mil unidades

O prefeito Welington Moreira assinou nesta quarta-feira (28/11), em seu gabinete, o contrato para a construção de 400 unidades habitacionais em Caratinga, no Programa Minha Casa Minha Vida.

Será feito um investimento de R$ 30 milhões. Segundo o prefeito, no mínimo, será gerado um quantitativo de empregos diretos de 50 a 100 pessoas. Ele destacou que, de forma indireta, mais oportunidades de movimentar a economia municipal surgirão, pois a aquisição de materiais certamente será feita na cidade.

“Já tínhamos, anteriormente, um terreno pré-definido pela própria Caixa, juntamente com o Nelson e o Aluízio, que tinham disponibilizado passar este terreno, e nós tivemos a felicidade de ser agraciados com este projeto maravilhoso. Nós só tivemos que efetivar aqueles contatos, em Brasília, principalmente, junto ao Ministro das Cidades, o pessoal da Caixa, da construtora também, e todos nos unimos neste propósito e a coisa funcionou de maneira positiva.”, disse o prefeito.

Serão dois residenciais, um com 280 unidades e outro com 120, construídos próximos um do outro (no final da rua Coronel Antônio Saturnino – a rua da Cadeia, antes de chegar na Portelinha, bairro Esperança).
Conforme Welington Moreira, a construção destas casas irá levar progresso para esta região da cidade, onde ele destacou que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é baixo.

O gerente geral da agência da Caixa Econômica Federal de Caratinga, Flávio Silva, participa da vida social do município há 10 anos. Durante todo este período ele disse que ouvia falar nestas casas, mas que elas nunca chegavam.

Flávio esclareceu que são casas no valor de R$ 75 mil (cada unidade), que as família que serão beneficiadas terão um subsídio do Governo Federal de até 90% do valor total, podendo pagar a unidade em até 10 anos, em prestações que vão variar de R$ 80 a R$ 200.

Os contemplados devem atender a critérios nacionais e locais. Os nacionais, definidos pelo Ministério das Cidades, são três: famílias que estejam em áreas consideradas de risco ou desabrigadas, famílias chefiadas por mulheres, e famílias que tenham algum membro com deficiência. Depois disso, a prefeitura junto com a sociedade irão definir os critérios locais que melhor atenderão a população.

“Diferentemente do que espalham por aí, de que as casas serão dadas para ‘x’ pessoas, ou essa ou aquela pessoa, não tem critério político nenhum. O critério é realmente social, em que as pessoas que se enquadram naquelas especificações serão contempladas com a sua unidade junto a CEF.”, acrescentou o prefeito.

A previsão é que no dia 07 de janeiro de 2019, a construtora responsável já dê início à instalação do canteiro de obras. Antes disso, a construtora e os proprietários dos terrenos terão que ter as devidas licenças ambientais.

Imagens: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Caratinga

Sequência 07.02_05_13_11.Quadro103 Sequência 07.02_05_15_15.Quadro104 Sequência 07.02_05_50_18.Quadro105 Sequência 07.02_06_01_24.Quadro106 Sequência 07.02_06_08_01.Quadro107 Sequência 07.02_06_23_18.Quadro108 Sequência 07.02_06_48_16.Quadro109 Sequência 07.02_07_05_29.Quadro110 Sequência 07.02_07_38_14.Quadro111 Sequência 07.02_09_16_16.Quadro112




Loading Facebook Comments ...

insta media tv supercanal