Postado por: Raquel Borsari em 30/out/2018 |

Família pede ajuda para mulher de 40 anos que sofreu AVC em Caratinga

Ela perdeu parte dos movimentos do corpo e também ficou com dificuldade para falar

O ajudante de pedreiro, Geraldo Lopes, conta que a esposa, Elza Carla de Souza, de 40 anos, levava uma vida normal até que, um acontecimento inesperado mudou completamente a rotina do casal.

No ano passado, Elza foi acometida por um AVC (acidente vascular cerebral), conhecido popularmente como derrame, que a deixou com sequelas. Ela perdeu parte dos movimentos do corpo e também ficou com dificuldade para falar. Elza estava em casa, quando, subitamente, passou mal.

Elza ficou cerca de um mês internada no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA) em Caratinga. Desse tempo de internação, ela passou 20 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Do hospital para casa, já faz oito meses que Elza passa a maior parte de seu tempo em cima de um colchão. Para ela, que levava uma vida ativa, tem sido muito difícil. Desde que a Elza ficou doente, o marido é quem se dedica a cuidar da esposa que sofreu um AVC e vive acamada.

Sem poder trabalhar para cuidar da esposa, Geraldo revela que sua família está passando por dificuldades. Elza faz uso de vários remédios e o gasto com fraldas descartáveis para adulto que ela precisa é alto. A família sobrevive com a renda proveniente do benefício da LOAS (Lei Orgânica da Assistência Social). O valor do benefício assistencial que a Elza recebe é de um salário mínimo, que atualmente é R$ 954.

O casal mora de aluguel com os dois filhos, uma adolescente, de 15 anos, e um menino, de 9 anos, numa casa simples, na Rua Princesa Isabel, 479, fundos, no Centro de Caratinga. A família se mudou para esse endereço há uma semana e paga R$ 250 de aluguel. “Aí vem a água, a luz. Os remédios um pouco a gente ganha no posto de saúde e alguns não têm, aí tem que comprar. E, direto tem que gastar fralda. Porque tem que trocar para não ficar molhada, dar ferida”, completou Geraldo.

A família disse que chegou a procurar a Assistência Social do município em busca de ajuda. “Nós procuramos, mas falaram que tem que esperar”, disse Geraldo.

Na casa tem pouca mobília. Geraldo contou que, quando a esposa adoeceu, os pertences que a família tinha foram colocados num terraço da casa da mãe de Elza. Mas uma chuva acabou estragando tudo. Elza está dormindo em colchões no chão, mas Geraldo disse que já ganhou uma cama e espera a chegada da doação.

Diante das dificuldades enfrentadas pela família, o casal pede a ajuda da população. “Nós precisamos mais é de fralda para ela. Porque ela gasta demais”, afirmou Geraldo. “Qualquer ajuda é bem-vinda”, completou Elza.

Além do mais, Elza necessita de sessões de fisioterapia. A família chegou a pagar, mas teve que parar por falta de condições. A reportagem do Super Canal procurou pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Caratinga que enviou a seguinte nota de esclarecimento sobre o caso (leia abaixo na íntegra):

“A Prefeitura de Caratinga comunica que as equipes da Secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social acompanham o caso de Elza há cerca de 10 anos. Durante esse tempo, diversos serviços foram prestados, como atendimento domiciliar, atendimento odontológico para a família, cuidados de enfermagem, acompanhamento com psicólogo, nutricionista e assistente social. A equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família conseguiu vaga para atendimento com fisioterapeuta na Policlínica e disponibilizou um carro para levar a paciente, que chegou a ir apenas uma vez pelo fato de não ter ninguém para acompanhá-la. Por diversas vezes, Elza foi questionada se gostaria de ser institucionalizada, mas ela não demonstrou interesse. As equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social continuam acompanhando a paciente que não demonstra interesse nas atividades ofertadas como inclusão nos grupos, serviço de convivência, entre outros. Salientamos, portanto, que a Prefeitura de Caratinga está fazendo tudo o que está ao alcance para ajudar a paciente”.




Loading Facebook Comments ...

insta media tv supercanal