Postado por: Raquel Borsari em 13/set/2018 |

Após denúncia, militares de Manhuaçu montam operação e apreendem significativa quantidade de drogas e produtos de origem duvidosa

Um jovem foi detido suspeito de envolvimento com o tráfico de entorpecentes, corrupção de menores, apropriação indébita e receptação

Na noite desta quarta-feira (12/09), equipes do Tático Móvel e do Grupo Especializado em Prevenção Motorizada Ostensiva Rápida (GEPMOR), da Polícia Militar de Manhuaçu, receberam uma denúncia apontando o comércio de entorpecentes no local conhecido como “Balaústre”, no bairro Nossa Senhora Aparecida.
 
Uma operação de incursão em Zona Quente de Criminalidade foi montada e o alvo da denúncia era Gustavo Gomes Martins, de 19 anos. “Este jovem estaria ostentando o tráfico de drogas no ‘Balaústre’ e também por todo o bairro Nossa Senhora Aparecida. Em determinado momento da incursão, as equipes se depararam com o desfavorecido, que demonstrou-se inquieto e apreensivo, logo em seguida ele jogou do ‘Balaústre’, da viela Avelar José Pedro, um invólucro plástico contendo substância esbranquiçada semelhante a cocaína, que caiu à margem da BR-262. Realizadas buscas no autor, onde foi encontrada a quantia de R$ 40 (distribuída em duas cédulas de R$ 20). Nas buscas no local onde ele teria dispensado a sacola, localizamos o referido papelote de cocaína.”, explicou sargento Cledisson.
 
Em ato contínuo e devido ao flagrante, os militares se deslocaram até a residência – apontada na denúncia como ponto de tráfico de entorpecentes, na viela da Luz – e lá foram realizadas buscas. “No interior da residência, encontramos, no quarto do autor (onde ele mora juntamente com uma menor): 16 tabletes de maconha menores, nove maiores; 50 papelotes de cocaína, um outro maior; três rolos de PVC – todos utilizados para dolagem; uma sacola preta contendo diversas embalagens plásticas de chup-chup (também para acondicionamento de entorpecentes); uma balança de precisão digital; três relógios de pulso (de procedência duvidosa – os quais não foram apresentadas notas fiscais); um canivete utilizado para picotar maconha; e uma bolsa (de cor rosa, de propriedade da companheira do autor, uma menor), tendo em seu interior vários pedaços de cigarro de maconha, que a adolescente confirmou fazer uso, juntamente com o autor, em sua residência.”, acrescentou o sargento da PM.
 
No total foram apreendidos, além do material citado pelo policial, um cartucho de munição – de calibre .38, picotado -, um aparelho celular, um notebook e R$ 1.240,00. “O aparelho celular, segundo o autor, ele encontrou na festa em São João do Manhuaçu, tendo se apropriado dele sem saber a procedência. E o notebook nós realizamos consulta junto ao sistema REDS, onde havia o registro de uma ocorrência de um furto ocorrido em 14/06/2018. Fizemos contato com a vítima e apresentamos o notebook, ela confirmou ser de sua propriedade.”, informou o militar.
 
O jovem foi preso e conduzido à delegacia, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas, corrupção de menores, apropriação indébita e receptação.
 
Fonte: Portal Caparaó – Parceiro do Super Canal
Sequence 04.03_21_28_11.Still151 Sequence 04.03_24_08_20.Still152




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl