Postado por: Raquel Borsari em 07/jun/2018 |

Final feliz: Após sutura em ferida e castração, gatinho resgatado, ao se prender em arame, passa bem

O pequeno fujão ainda teve um reencontro, foi reconhecido pelos donos, na reportagem, e já está em casa

Já tinha gente animada com a ideia de adotar o gatinho travesso, mas, sinto-lhes informar, ele tem dono.
 
Na última terça-feira (05/06) os Bombeiros Anjos de Resgate saíram de Santa Bárbara do Leste, município sede da corporação (que fica a uma distância de aproximadamente 40 KM de Caratinga) – para salvar o gatinho que se enroscou em uma cerca de arame farpado.
 
Preso, o bichinho deu trabalho para a guarnição que efetuou o resgate no bairro Rodoviários.
Apesar da dificuldade, o resgate foi rápido e o animalzinho foi colocado em uma caixa. Depois disso, foi levado para o CASU Hospital Veterinário Joaquim Felício, em Caratinga.
 
Quando deu entrada, o proprietário do gatinho não havia sido identificado mas, assim que a reportagem foi publicada, o balconista de autopeças Antônio Cândido Gonçalves, e o filho dele de 17 anos – que é o dono do bichinho -, o reconheceram.
Apesar de ter sido batizado no CASU como ‘Tigrão’, o nome do animalzinho é Branco.
 
Antônio contou esta não é a primeira vez que Branco foge de casa. Mesmo com as pequenas ‘artes’ cometidas, ficou claro que levá-lo de volta para o lar éra motivo de enorme alegria.
 
Quantos ao corte profundo que o bichinho sofreu na virilha? “Tá tudo bem”, como garantiu o médico veterinário Roger Bordone, responsável por todos os cuidados dedicados ao pequeno fujão: “Após anestesia geral, ele foi levado para o bloco cirúrgico para fazer a limpeza da ferida, que era profunda. Depois da assepsia do machucado foi feita a sutura, de forma segura, com o menor risco possível de infecção. Como o animal já estava anestesiado a gente optou pela cirurgia de castração, que irá diminuir a necessidade dele de sair de casa.”
 
Como explicou Roger, o ato de castrar é uma forma de prevenção para acontecimentos como o amargado por Branco. De acordo com o veterinário, o gato sente a necessidade de sair para se reproduzir e, nessas ‘fugidinhas’, ele corre riscos de se acidentar, ou mesmo ser envenenado ou atropelado.
 
Então, depois de muitos agradecimentos aos populares que buscaram ajuda, aos bombeiros de Santa Bárbara que resgataram e ao CASU Hospital Veterinário, final feliz para o Branco que, diferente do dia do resgate, estava bem calminho hoje.
Sequência 13.04_56_35_02.Quadro156 Sequência 13.04_56_45_13.Quadro157 Sequência 13.04_56_58_02.Quadro158 Sequência 13.04_58_01_19.Quadro159 Sequência 13.04_58_04_25.Quadro160 Sequência 13.04_58_11_15.Quadro161 Sequência 13.04_58_32_00.Quadro162 Sequência 13.04_59_02_08.Quadro163 Sequência 13.04_59_53_00.Quadro164




Loading Facebook Comments ...
 





    

insta media tv supercanal