Postado por: Raquel Borsari em 06/jun/2018 |

Operação prende criminosos que vendiam animais silvestres sem autorização pelas redes sociais

Essas espécies eram traficadas de outros países, maltratadas e vendidas sem qualquer garantia

Operação conjunta entre Ibama e outros órgãos federais e estaduais prendeu criminosos que vendiam animais silvestres sem autorização pelas redes sociais. Essas espécies eram traficadas de outros países, maltratadas e vendidas sem qualquer garantia.

No Dia Mundial do Meio Ambiente, o Ibama junto com as Polícias Federal, Rodoviária Federal e corporações dos estados cumpriram mais de 30 mandados de busca e apreensão e prenderam 12 pessoas em uma operação de combate ao tráfico e à venda ilegal de animais por meio das redes sociais.

Quase 140 animais foram resgatados como aves, macaco, jacarés, serpentes e iguanas, entre espécies silvestres e exóticas que não são naturais do ambiente brasileiro.

Durante a investigação, que começou ainda no ano passado – a partir de apurações dos órgãos envolvidos e também por meio de denúncias – foi identificada a venda de mais de 1.200 animais pela internet.

Com a Operação Teia, que foi deflagrada em 15 estados do país, já foram emitidos autos de infração que somam cerca de R$ 500 mil em multas, e os alvos da operação também vão responder por crime ambiental, com pena que vai de seis meses a um ano de prisão.

Segundo o Ibama as investigações continuam.

Fonte: TV NBR

Sequência 13.02_41_23_20.Quadro091 Sequência 13.02_41_43_04.Quadro092 Sequência 13.02_41_45_11.Quadro094 Sequência 13.02_41_47_22.Quadro095 Sequência 13.02_41_48_10.Quadro096 Sequência 13.02_41_49_01.Quadro097




Loading Facebook Comments ...
 





    

insta media tv supercanal