Postado por: Raquel Borsari em 23/maio/2018 |

Greve dos caminhoneiros já começa a afetar abastecimento de óleo diesel das empresas de ônibus

Por conta da paralisação geral da categoria, as garagens não estão recebendo diesel. Estoque da Viação Riodoce já está perto do fim

A greve dos caminhoneiros começa a afetar as garagens de ônibus no País. Por conta da paralisação geral da categoria, as garagens não estão recebendo diesel, provocando a redução do combustível nos tanques das empresas de ônibus. A garagem da Viação Riodoce em Caratinga, por exemplo, possui dois tanques de diesel – um de 30 mil litros e outro de 15 mil litros – que já estão perto do fim.

Com o risco de desabastecimento na garagem, o presidente da Riodoce, Rinaldo Grossi, ressaltou que a empresa já planeja ações para que a greve não pegue a empresa totalmente de supetão e o transporte de passageiros fique prejudicado.

Rinaldo informou que os gastos da Riodoce com combustível são altos. A empresa de ônibus consome, em média, 750 mil litros de diesel por mês para abastecer 300 carros. Ou uma carreta tanque de 25 mil litros de diesel por dia. A maior preocupação do presidente da Riodoce é com os carros em trânsito.

Sem respostas positivas do Governo Federal, a paralisação dos caminhoneiros contra o aumento constante dos combustíveis chegou ao seu terceiro dia. A categoria pede a redução dos impostos sobre os combustíveis. O presidente da Viação Riodoce espera que essa situação seja resolvida.




Loading Facebook Comments ...
 





    

insta media tv supercanal