Postado por: Raquel Borsari em 04/abr/2018 |

Formação de condutores: aulas e exames dos candidatos à carteira de motorista serão monitorados

A previsão é de que em torno de 120 dias, todo o Estado deve estar adaptado à nova tecnologia

As aulas práticas e os exames dos candidatos à carteira de motorista passarão a ser monitorados. O objetivo, segundo a Polícia Civil, é auxiliar a fiscalização das aulas de direção e da avaliação dos candidatos, por meio de áudio, vídeo, fotos e de sensores ligados aos componentes do veículo.

O Departamento de Trânsito (Detran) anunciou esta semana a implantação do sistema de telemetria e videomonitoramento do processo de formação de condutores de veículos.

O monitoramento começará pelas aulas práticas em todas as categorias, depois será a vez dos exames de direção. Os Centros de Formação de Condutores (CFCs) têm um prazo de 40 dias para apresentar o contrato com as empresas credenciadas para prestar o serviço.

O Detran estabeleceu um cronograma que vai permitir a adaptação dos CFCs dentro do prazo. A previsão é de que em torno de 120 dias, todo o Estado deve estar adaptado à nova tecnologia.

O Detran esclareceu que não haverá aumento das taxas de segurança pública para candidatos à habilitação. No entanto, fica sob a responsabilidade dos CFCs a alteração ou não dos valores cobrados pelos serviços prestados.

Minas Gerais possui mais de 6,5 milhões de habilitados. Esse número tende a crescer. O Detran registrou mais de 905 mil exames de candidatos à carteira de habilitação para motos, carros, caminhões, ônibus e reboques em 2017. Este ano já foram mais de 187 mil exames realizados.

Para a Polícia Civil, o novo sistema vai auxiliar na formação de candidatos mais preparados para o trânsito, proporcionando mais segurança e, consequentemente, diminuição no número de acidentes nas vias.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil de Minas Gerais

Fotos: Divulgação/PCMG




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl