Postado por: Raquel Borsari em 12/mar/2018 |

Sind UTE anuncia greve dos servidores da educação em Minas Gerais

Em Caratinga o movimento já afetou 20% das escolas

O Sindicato Único dos Trabalhadores de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) decretou a greve durante a última quinta-feira (08/03), em uma assembleia estadual, realizada em Belo Horizonte. O Governador foi notificado da greve, através de um documento entregue ao atual secretário de educação, cerca de uma semana antes do início do movimento.

A categoria reivindica o pagamento do piso salarial conforme acordo assinado entre o sindicato e o governo do Estado; fim do parcelamento dos salários e do 13º. Os servidores também pedem o cumprimento dos acordos assinados e atendimento de qualidade pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado (Ipsemg).

Na área do Sind-UTE, em Caratinga, segundo o seu coordenador, André Freitas, cerca de 20% dos servidores da rede estadual de ensino aderiram ao movimento grevista por tempo indeterminado. Porém, se uma proposta favorável for apresentada pelo Governo os trabalhos retornarão normalmente.

A cobrança maior dos servidores é a proposta do governo com relação ao cumprimento do acordo salarial, estipulado entre os professores e o governador Fernando Pimentel (PT) em 2015. Esse acordo estipulava três atualizações nos salários, além do pagamento de abonos, para que este ano a categoria equiparasse os vencimentos mínimos por uma jornada de 24 horas ao piso nacional aplicado no Brasil.

O coordenador do Sind-UTE ressaltou que a greve tem seus aspectos negativos, porém, é a única forma encontrada para buscar os direitos dos servidores da educação.

 

 

29101582_1726013524119975_2941785048514393206_n 29104269_1726013600786634_9182270704278909980_n 29136178_1726013584119969_8972684608462386522_n 29177551_1726013527453308_2366137683391396329_n 29178507_1726013530786641_4238502683876418516_n




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl