Postado por: Raquel Borsari em 07/fev/2018 |

Acontece em Caratinga

Capitão Marcelo, piloto da aeronave do Corpo de Bombeiros, explica sobre a logística do atendimento.

Aguarda-se a chegada do paciente para a transferência de helicóptero para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Acompanhe o caso

Idoso de 61 anos, vítima de atropelamento, é transferido de helicóptero para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte

O pedido de socorro da família do idoso José de Oliveira Campos Filho, de 61 anos, ao que tudo indica, será atendido. No final da manhã desta quarta-feira (07/02), uma ambulância do Corpo de Bombeiros dará apoio e uma ambulância de UTI Móvel levará o paciente da UPA até o campo Caratinga, onde é aguardada a chegada da aeronave. O paciente será encaminhado ao Hospital João XXIII em Belo Horizonte.
José foi atropelado na última segunda-feira (05/02), por volta das 11h30, na altura do km 525 da BR – 116, próximo ao posto da Ceasa. Socorrido pelos bombeiros, ele foi encaminhado à UPA de Caratinga e seguia internado à espera de uma transferência, diante da necessidade de um atendimento mais avançado. O paciente, segundo a família, estava inconsciente, entubado, em estado gravíssimo, com cerca de três fraturas no crânio e na fila do “SUS FÁCIL”. Reveja: https://www.youtube.com/watch?v=lV4IxCbRSyM

O jornalismo do Super Canal procurou pelo prefeito de Caratinga que falou sobre o sistema de responsabilidade do Estado. “A UPA funciona para o atendimento de urgência e emergência, para situação de estabilização do paciente. Pela lei o paciente só pode permanecer na UPA por 24 horas. A transferência do paciente para qualquer hospital de atendimento público é regulada pelo sistema SUS Fácil, criado pelo Governo do Estado. Eu não posso hoje, por exemplo, retirar o paciente que está aí hoje e simplesmente levar para o hospital que a gente queira levar. Ele só dá entrada no Hospital credenciado pelo sistema. Um sistema que só dificulta a vida das pessoas, atrapalhou o atendimento mais emergencial. E as pessoas sem entender e saber o que acontece acabam atribuindo isso à Prefeitura. Essa responsabilidade de aceitação é do Governo do Estado, destacou.

O jornalismo do Super Canal também entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde, solicitando uma providência e resposta. Na tarde de ontem (06/02), em e-mail, a secretaria respondeu “a busca de vaga tem sido realizada nas unidades hospitalares com capacidade para o atendimento do paciente, em diversas regiões do Estado, e também na rede privada. A demanda é considerada prioritária e vem sendo tratada como tal pela Central de Regulação”.

27545263_1685556208165707_1000165871011160180_n 27545308_1685556211499040_8209436741829239032_n 27657832_1685560824831912_7432958148418562448_n

WhatsApp Image 2018-02-07 at 14.29.15 (1) WhatsApp Image 2018-02-07 at 14.29.15

 




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl