Postado por: Raquel Borsari em 12/jan/2018 |

Prisão de “Fillipim Branco”: PM detém integrantes de associação criminosa, suspeitos de tentativa de ataque a banco de Dores do Turvo

“Fillipim” foi capturado em Senador Firmino e chegou a oferecer R$ 100 mil aos policiais para que o deixassem fugir

 

Militares do Destacamento de Senador Firmino receberam uma denúncia, no final da noite de quarta-feira (10/01), informando que indivíduos efetuavam disparos de ama de fogo em via pública, próximo à agência bancária do Bradesco, da cidade de Dores do Turvo. Um vigia da prefeitura chegou a revidar, quando os criminosos atiraram contra ele. Uma testemunha disse ter visto quatro pessoas e ouvido um deles dizer que a munição teria acabado e chamado os outros para ir embora, pois a polícia chegaria.

Depois disso, eles fugiram. Bruno da Silva Barbosa, de 21 anos, foi reconhecido pela testemunha e assim que a PM chegou à residência dele foi encontrada uma picape Strada, com as placas encobertas por lama, que havia sido usada na fuga. Dentro da casa, os militares encontraram uma escopeta calibre .12. A porta de um quarto estava trancada e os policiais determinaram que fosse aberta.

Foi quando Bruno apareceu e foi contido. Durante buscas, pistolas, revólveres, munições e outros materiais foram apreendidos. Ao chegarem à casa do irmão de Bruno, Claudinei da Silva Barbosa, vulgo “Nei”, de 35 anos, os policiais militares disseram que ele tentou fugir, mas acabou sendo capturado. No imóvel havia um revólver calibre .32, carregado, munições, um soco inglês e um pino de cocaína. À polícia, Bruno disse ter conhecido Natanael Fernandes da Silva, de 24 anos, e que ele o apresentou Eloy Santos Teixeira, de 34 anos, que teria o convidado para participar do arrombamento e que ele seria retribuído com parte do valor roubado.

A organização criminosa teria se encontrado com Fillipe Moreira Quirino, o “Fillipim Branco”, de 26 anos, e iniciado a ação do ataque na localidade. “Fillipim” ficou incumbido de arrombar o caixa e detonar o artefato, enquanto outros dois suspeitos ficaram do lado de fora da agência. Uma pessoa, que transitava em seu veículo pela área, chegou a ser feita de refém. Ainda durante rastreamento e em contato com militares de outras localidades da região, Natanael e Eloy fora detidos, em Viçosa.

Já “Fillipim Branco” foi capturado em uma estrada, nas imediações da Cachoeira de Senador Firmino. Ao avistar a viatura ele tentou fugir, ficou preso em uma cerca de arame farpado e, depois, ainda caiu em uma ribanceira. Assim que preso, ele ainda ofereceu uma quantia de R$ 100 mil aos policiais para que o deixassem ir embora. Eloy e “Fillipim” são suspeitos de envolvimento em diversas ocorrências de explosões a caixas eletrônicos. Bruno, Eloy, Natanael e Fillipe foram presos em flagrante pelos crimes de roubo, sequestro, receptação, corrupção ativa, associação criminosa, tráfico de drogas. Além das armas, veículos foram apreendidos.

 

26231621_1654064451314883_2151916346670195219_n 26685838_1654064444648217_8912487198908856821_o 26903626_1654064447981550_8138415748400546007_n

 

 




Loading Facebook Comments ...

insta media tv supercanal