Postado por: Raquel Borsari em 03/out/2017 |

Após pedido médico, jovem espera há meses por exame em Caratinga

Família não tem condições de pagar a fibronasolaringoscopia particular e luta para conseguir o exame por meio do SUS

De acordo com João Eliodoro da Fonseca, de 66 anos, desde agosto ele busca a realização de um exame, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para a filha dele Letícia Costa Fonseca, de 18 anos.

Letícia tem laterorrinia, uma condição que pode afetar negativamente tanto a simetria facial e a função nasal. Representa um problema complexo do ponto de vista cosmético e funcional. Ele pode ser decorrente de trauma ou de desenvolvimento, a partir do início da adolescência. Neste último caso, sempre associado a desvio do septo nasal.
A jovem precisa fazer a fibronasolaringoscopia, que permite a avaliação das estruturas da cavidade nasal, faringe e laringe mediante a colocação de uma fibra flexível pela cavidade nasal, sob anestesia tópica.

Senhor João informou ainda que Letícia chegou a ser submetida, anteriormente, a uma cirurgia que foi realizada em Bom Jesus do Galho, já que durante 10 meses a família tentou em Caratinga e não foi atendida.
Agora ela necessita fazer este exame. O pai chegou a cogitar o preço, caso não fosse realizado pelo SUS, mas como geraria uma despesa de cerca de R$ 300 ele alega não ter condições de arcar com o gasto.

Nosso jornalismo repassou o pedido, as informações do caso e demais questionamentos da família à assessoria de comunicação da Prefeitura de Caratinga e aguarda uma reposta.

Sequence 23.Still009 Sequence 23.Still010 Sequence 23.Still011 Sequence 23.Still012 Sequence 23.Still013




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl