Postado por: Raquel Borsari em 20/jul/2017 |

Caiu no Horto: Galo perde para Bahia no Independência e derrota leva Roger Machado ao fim da linha como treinador

Em reunião realizada nesta quinta-feira, entre o presidente Daniel Nepomuceno e Roger Machado, ficou definido que o treinador não continua no comando da equipe

O Atlético Mineiro segue sem conseguir fazer do Independência o seu caldeirão, como no ano passado.
Na noite desta quarta-feira (19/07), ele recebeu e perdeu para o Bahia por 2 a 0, com dois gols de Juninho.
 
Em oito jogos disputados em Belo Horizonte, o Galo só venceu dois e perdeu quatro.
Vivendo altos e baixos no Campeonato Brasileiro, o Galo recebeu o Bahia com a missão de tornar sua casa um pesadelo para seus adversários novamente.
 
O jogo vinha bastante equilibrado nos primeiros minutos. Galo e Bahia se estudavam e trocavam passes com cautela, criando poucas chances. Até que aos 11 minutos, Juninho cobrou escanteio e a defesa do Atlético cortou mal. A bola sobrou para Zé Rafael que tirou Fred da jogada e foi derrubado pelo atacante. Pênalti para o Tricolor, convertido pelo próprio Juninho.
 
O Galo sentiu o gol e viu o adversário crescer. O Bahia mantinha mais a posse de bola e conseguia ir tocando até perto da área do Atlético. Porém, a equipe de Jorginho só conseguia finalizar de longa distância, o que facilitava o trabalho do goleiro Victor. Demorou para que os donos da casa voltassem a propor jogo. Nas melhores chances de empatar no primeiro tempo, Fred mandou na trave e em cima de Jean.
 
O Atlético foi com tudo no segundo tempo. A entrada de Luan no lugar de Rafael Carioca deu mais opções ofensivas à equipe, e Fred era mais bem servido, conseguindo finalizar ao gol de Jean em melhores situações. O Bahia recuou demais, colocando o zagueiro Éder no lugar de Vinícius, querendo criar espaços para sair nos contra-ataques.
 
Já no desespero, Roger Machado tirou Elias e colocou Rafael Moura, para povoar a área do Bahia. Mesmo com mais um centroavante, o Galo não conseguia criar chances claras de empatar o jogo. De cruzamento em cruzamento, a zaga baiana foi afastando até que aos 42, conseguiu seu único ataque no segundo tempo e matou o jogo. Juninho acertou uma pancada de fora da área, sem chances para Victor.
 
O tropeço em casa deixou a torcida revoltada com a atuação. Treinador e jogadores foram vaiados.
Na coletiva de Roger Machado na noite de quarta-feira ele enfatizou que treinador de futebol sempre é pressionado.
 
Em reunião realizada no início da tarde desta quinta-feira (20/07), na Cidade do Galo, entre o presidente Daniel Nepomuceno e Roger Machado, ficou definido o que muita gente já esperava: o treinador não continua no comando da equipe, como comunicou o clube.
 
Fonte: Lance!, Superesportes e ESPN
Imagens: Internet
CAROL.01_07_26_20.Quadro035 CAROL.01_07_52_16.Quadro036 CAROL.01_08_50_17.Quadro037 CAROL.01_09_55_07.Quadro038 CAROL.01_09_56_12.Quadro039 CAROL.01_10_27_24.Quadro040 CAROL.01_11_29_16.Quadro042 CAROL.01_11_45_00.Quadro041




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl