Postado por: Raquel Borsari em 04/jul/2017 |

5º Moto Fest reúne participantes da região e de outros estados em Caratinga

Moto Fest foi recheado de atrações

O evento reuniu gente de motoclubes de Caratinga e da região, e de outros lugares do Brasil, como os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Uma verdadeira confraternização entre os irmãos motociclistas. Assim se resume o Moto Fest, que atrai não só os motociclistas, mas os simpatizantes do motociclismo e amantes do rock and roll.

Milhares de pessoas passaram pela Praça da Estação, palco do Moto Fest, em Caratinga. Nove motoclubes estiveram envolvidos na organização da quinta edição do Moto Fest. Um dos maiores encontros de motociclistas. Dico Costa, membro do Motoclube Monarcas do Asfalto, destacou que o intuito é inserir a cidade novamente neste festival, além, é claro, de levar a cultura motociclista ao público participante.

“O motociclismo sobrevive disso: de reunião, de amizade, de irmandade. Então, isso que é pregado pelo motociclismo e a gente tem que ter um local para reunir e atrair todo esse pessoal. E hoje estamos alcançando o nosso objetivo em Caratinga, que é reunir o pessoal de toda a região e de todos os estados praticamente junto com a gente, para que esse evento aconteça”, disse Dico.

As incríveis máquinas sobre duas rodas foram as estrelas do evento e encantaram os visitantes. Desde os modelos mais clássicos até os mais potentes despertaram a curiosidade dos simpatizantes do motociclismo. Além das motos antigas, verdadeiras raridades, como uma Yamaha AT 125, ano 1974, superconservada. O dono do modelo antigo é Joel Aredes, membro do Motoclube Sociedade Alternativa, do Vale do Aço.

Ele é de Coronel Fabriciano e pela primeira vez prestigiou o Moto Fest em Caratinga. “Meu sonho era ter uma ‘TT’, mas aí apareceu a ‘AT’ e eu acabei gostando e adquiri de uma pessoa de Nova Era. É diferente e muito difícil de ver. É uma raridade que pouquíssimas têm. Eu mesmo só conheço essa minha. Ela tem um emblema de ‘TT’, mas eu vou colocar o correto”, disse Joel.

O Moto Fest foi recheado de atrações. Exposição de carros antigos, tatoo, corte de cabelo e os motociclistas escudados tiveram direito a um almoço 0800. Também houve uma motociata e espaços exclusivos para as mulheres e para as crianças. Victor Leon é de Ipatinga e trabalha com mecânica e customização de motocicletas. Ele elogiou a organização do evento. “O evento é maravilhoso, essa reunião dos amantes do motociclismo e do rock and roll é sempre bacana, batendo papo e conhecendo novas pessoas”, disse Victor.

Cada motoclube ou grupo de motociclistas chamou atenção do público por suas particularidades. Motos e motociclistas são sinônimos de liberdade. O evento também teve seu lado social. A entrada foi franca, mas a organização pediu a doação de um quilo de alimento não perecível. Fabio Cancela, presidente do Muriqui Motoclube, de Caratinga, que trabalhou na recepção do evento, informou que os alimentos arrecadados serão doados para a Funcime.

 

Sequence 02_1 Sequence 02_2 Sequence 02_3 Sequence 02_4 Sequence 02_5 Sequence 02_6 Sequence 02_7 Sequence 02_8 Sequence 02_9 Sequence 02_10 Sequence 02_11 Sequence 02_12




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

anunciosantamonica150foto1 (1)