Postado por: Raquel Borsari em 20/abr/2017 |

Médica pneumologista incentiva grupos prioritários a se vacinar contra a gripe

Este ano os professores das redes pública e particular de ensino passam a fazer parte do público-alvo

Em Minas Gerais, a meta é vacinar 90% do público-alvo, 5,5 milhões de pessoas, antes da chegada do inverno. A vacinação protege contra três subtipos do vírus da gripe, entre eles, Influenza A (H1N1). A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza vai até 26 de maio e tem como objetivo reduzir as complicações, internações e mortes provocadas por infecções da gripe.

Sequence 023

A médica pneumologista Maria José Ligeiro Marques incentiva os grupos prioritários a procurar os postos de saúde para se vacinar. “A única forma de se prevenir contra a gripe é a vacina e nesse período mais propenso para as infecções – por causa da maior replicação do vírus e do maior contato com pessoas que já têm ou estão doentes – é necessário que essas pessoas se vacinem. Porque vacinando, ela vai evitar uma complicação maior e uma internação devido à infecção”, disse a pneumologista.

Sequence 02_4

Devem se vacinar: idosos (acima de 60 anos), gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, e doentes crônicos. Este ano os professores das redes pública e particular de ensino também poderão se vacinar.

A gripe é uma infecção aguda causada pelo vírus Influenza, que afeta o sistema respiratório e pode provocar complicações graves, inclusive a morte, caso não seja tratada a tempo. A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração. Em caso de sinais e sintomas compatíveis com os da doença, procure a unidade básica de saúde mais próxima de sua casa.

A Influenza ocorre durante todo o ano, mas é mais frequente no outono e no inverno, quando as temperaturas caem, principalmente no Sul e Sudeste do País. Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e enrijecimento.

São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.

O Dia D de Vacinação Contra a Gripe será dia 13 de maio. A pneumologista orienta a população a adotar cuidados simples para evitar a doença.

– Lave bem as mãos com água e sabão;

– Beba bastante água. Manter as vias respiratórias bem hidratadas dificulta a entrada de vírus e bactérias;

– Evite locais com muitas pessoas e com pouca circulação de ar;

– Mantenha a janela do ônibus sempre aberta, mesmo em dias mais frios;

– Sempre jogue os lenços de papel no lixo;

– Nunca use as mãos para tossir ou espirrar;

– Ao tossir ou espirrar, use a parte interna do braço, na área superior das mangas da roupa;

– Evite compartilhar alimentos, copos, talheres, toalhas e outros objetos de uso pessoal;

– Crianças menores de seis meses, que ainda não receberam todas as vacinas, não devem ser expostas a locais com aglomerações de pessoas, como shoppings e ônibus;

– Não tome medicamentos sem orientação médica;

– Diante de qualquer sintoma de gripe, procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima.




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

anunciosantamonica150foto1 (1)