Postado por: Raquel Borsari em 20/mar/2017 |

Enteado tenta matar padrasto em Caratinga

Familiares negaram a motivação apresentada pelo autor e pediram pela prisão e internação de Gleisson

A tentativa de homicídio foi registrada ontem (18/03) à noite na rua Francisco Gomes da Luz, no bairro Santo Antônio, em Caratinga. Gleisson Antônio Faria, de 30 anos, desferiu oito facadas no padrasto Fábio Faroni.

A esposa da vítima e mãe do autor, relatou que deparou com Gleisson atacando o seu companheiro na sala da residência e chegou a impedir outros golpes. Uma das facas ficou “cravada” nas costas da vítima, tendo ela mesmo a retirado.

Ainda em entrevista ao Super Canal, ela relatou que o filho havia deixado a unidade prisional ontem e chegou em sua casa por volta das 14h. Gleisson tem passagens por diversos crimes, dentre eles homicídio. Ela pediu às autoridades que internem seu filho, pois acredita que ela sofra de transtornos mentais. “Infelizmente ele não tem condições de conviver na sociedade, por isso eu peço às autoridades que levem meu filho, que internem ele”, destacou emocionada.

Após o crime, Gleisson fugiu e foi detido pela PM na Travessa João Fontes. Questionado a respeito do ocorrido, o autor relatou que esfaqueou a vítima por vingança, pois, segundo ele, a vítima teria estuprado a filha dele. A mãe do autor negou que isso tivesse acontecido e que jamais o seu companheiro faria isso, enfatizando que o filho estava preso anteriormente em Belo Horizonte, sem contato com a família.

O autor acrescentou que seu objetivo era matar a vítima, deixando claro para a equipe policial que evadiu do local acreditando que a vítima estava morta.

O padrasto foi encaminhado ao PAM e seu estado de saúde é estável. Aos militares relatou que não sabia os motivos que levaram o autor a esfaqueá-lo, apenas se recorda que o autor pediu a ele para arrumar a televisão que não estaria ligando. Ao abaixar para verificar o aparelho foi surpreendido pelas costas, sofrendo vários golpes.

Autor, testemunhas e as armas do crime foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Caratinga para as demais providências. Familiares negaram a motivação apresentada pelo autor e pediram pela prisão e internação de Gleisson.

 

17308695_1325223124199019_8631593428023856463_n 17362564_1325223100865688_5959300356200157391_n 17362818_1325223064199025_3921285339012903690_n (1)17352439_1325223070865691_4729364120872160112_n (1)




Loading Facebook Comments ...
 





    

Banner-Super-Canal

santamonica1foto1 (1)favenicdsl